Botox
Cirurgia das Pálpebras
Cirurgia do abdomen
Cirurgia Facial
Lipoaspiração
Lipoaspiração Ultrassônica - Vaserlipo
Orelha de abano
Prótese mamária
Redução mamária
Rinoplastia
Lipoaspiração

A lipoaspiração, técnica desenvolvida pele francês Ives Gérard Illouz em 1980, marcou sem dívida uma nova fase na Cirurgia Plástica, pois ofereceu aos cirurgiões um método realmente eficaz na remoção da gordura localizada. O procedimento se baseia na introdução de cânulas de metal através de pequenos orifícios na pele conectadas a aspiradores. Dessa forma, a cânula vai atravessando as camadas de gordura e aspirando a quantidade desejada. No início, estas cânulas eram espessas, aproximadamente com 8 mm, o que resultava em maiores sangramentos e na formação de depressões na pele. Atualmente, com a evolução da técnica, as cânulas se tornaram mais finas, na média com 4mm de diâmetro, o que permite maior segurança e com um alto grau de refinamento.

A lipoaspiração emagrece?
É importante salientar que a lipoaspiração não é uma forma de emagrecimento e sim de retirada de gordura localizada, é lógico que no final alguma quantidade de peso será reduzida, na média uns quatro ou cinco quilos, portanto muito pouco para quem está pensando em emagrecer com a cirurgia. É sempre recomendado que as pessoas que estão muito acima do peso ideal, façam uma dieta e consigam ficar mais próximas de seu peso, assim, com os cinco quilos retirados na lipoaspiração o resultado fique bem satisfatório. O importante nem sempre é a quantidade de gordura retirada em termos de peso, e sim, de localização, por exemplo no caso dos culotes, o peso final após o precedimento cirúrgico pode não passar de 200 gramas, mas o efeito estético em termos de volume e contorno corporal é muito grande.

A lipoaspiração é indicada para todos os casos de acúmulo de gordura?
Não, o ponto mais importante para o sucesso da cirurgia é a sua indicação. Além da gordura localizada, a pele que está sobre ela deve ser de boa qualidade, ou seja, com pouca flacidez e boa elasticidade, para que desta forma ela possa se retrair e ocupar o espaço deixado pela gordura retirada, se isto não ocorrer a flacidez pode piorar. Nestes casos, deverá ser indicado um outro procedimento, isolado ou associdado à lipoaspiração.

A cirurgia deixa cicatrizes?

Sim, são realizadas pequenas incisões para a introdução das cânulas, estes orifícios são colocados em áreas do corpo pouco visíveis, como por exemplo no umbigo ou na região púbica, assim, as cicatrizes ficam pouco aparente. Quais as regiões do corpo podem ser submetidas à uma lipoaspiração? Praticamente a lipoaspiração pode ser realizada em qualquer região do corpo que tenha gordura localizada, isto inclui as "papadas", as costas, o abdômen, os flancos, joelhos, culotes entre outras.

Qual o tipo de anestesia utilizado?
A anestesia peridural é a de escolha para quase todos os casos, mas a anestesia geral ou sedação também podem ser utilizadas. Qual o período de internação? Isto vai depender da anestesia utilizada e do tempo cirúrgico, na média a internação dura 12 horas, em alguns casos pode ser de 24 horas.

Qual o tempo necessário para a recuperação?
Deve-se ter em mente que o resultado final de uma lipoaspiração ocorre em geral por volta do terceiro mês, este é o tempo necessário para que o inchaço diminua por completo e a pele se retraia, isto não quer dizer que você deva permanecer em repouso todo este período, mas sim ter consciência que semana após semana o resultado ideal vai sendo alcançado. Com relação às atividades diárias, de trabalho por exemplo, o retorno pode se dar após uma semana da cirurgia, é lógico que isto vai depender das regiões operadas e da quantidade total de gordura retirada.

Como consideração final, a lipoaspiração se tornou uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo, e com estes 20 anos de aperfeiçoamento, uma das mais seguras e efetivas, desta forma, quando bem indicada e realizada por cirurgião experiente ofereçe resultados realmente gratificantes.

Estou a disposição para maiores esclarecimentos