Botox
Cirurgia das Pálpebras
Cirurgia do abdomen
Cirurgia Facial
Lipoaspiração
Lipoaspiração Ultrassônica - Vaserlipo
Orelha de abano
Prótese mamária
Redução mamária
Rinoplastia
Cirurgia das Pálpebras

A cirurgia das pálpebras ou blefaroplastia, é uma das cirurgias mais realizadas hoje em dia. Isto ocorre, em parte, por ser uma cirurgia com resultados excelentes e previsíveis na maioria dos casos, sendo, portanto, uma cirurgia muito gratificante para ambos, cirurgião e paciente. Para o sucesso da cirurgia, é fundamental que o cirurgião conheça detalhadamente a anatomia das pálpebras e da região orbital. Os problemas apresentados nesta região são basicamente divididos da seguinte maneira: a) diminuição do tônus e relaxamento da pele das pálpebras, em geral da superior, esta condição é uma das mais comuns, e é aquela onde a pele palpebral cai como uma cortina, frequentemente interferindo no campo visual. 2) Hipertrofia dos músculos ao redor dos olhos, o chamado músculo orbicular, esta alteração apareçe na pálpebra inferior como uma saliência horizontal. 3) Herniação das bolsas palpebrais, neste caso, estas bolsas de gordura se projetam para frente, causando um abaulamento na pele das pálpebras. Estas alterações podem apareçer isoladas ou em conjunto, o que é geralmente mais comum. Para um diagnóstico preciso destas alterações, um exame físico minucioso é realizado na consulta inicial. Uma cirurgia bem programada é importante na prevenção de possíveis complicações.

AS DÚVIDAS MAIS FREQUENTES:

1) A cirurgia deixa cicatriz? Sim, as cicatrizes são posicionadas em sulcos já existentes na pele palpebral, portanto tendem a ficar quase imperceptíveis com o passar dos meses, como a pele desta região é muito fina e a cicatriz com pouca tensão, as possibilidades de cicatriz hipertrófica são muito remotas.

2) Qual o tipo de anestesia? A cirurgia pode ser realizada com anestesia local pura, ou mais comumente com sedação.

3) É uma cirurgia dolorosa? Em geral não, o inchaço é a característica pós operatória mais importante, os pacientes relatam apenas uma leve ardência nas primeiras horas.

4) Os olhos ficarão ocluídos após a cirurgia? Não, recomendo apenas que se façam compressas com soro fisiológico frio para reduzir o edema.

5) Qual o tempo de recuperação? Em geral após uma semana os pacientes já retornam às suas atividades.
















Estou à disposição para maiores esclarecimentos.